Sebrae Acesse o Portal Sebrae
Você está na ASN

Agência Sebrae de Notícias

ASN PI 05/08/22 às 17:41
Compartilhe

Pequenos negócios fecham o primeiro semestre de 2022 respondendo por 9 em cada 10 empregos gerados no Piauí

Por Antônia Pessoa
ASN PI 05/08/22 às 17:41
Compartilhe

As micro e pequenas empresas seguem liderando a geração de novos postos de trabalho no Piauí e no Brasil. Uma análise do Sebrae, feita a partir de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), mostra que, em junho deste ano, esses empreendimentos foram responsáveis por 176,8 mil (63,6%) das 277,9 mil vagas geradas no Brasil. No Piauí, as MPE criaram 2.113 novos postos e as médias e grandes empresas geraram 1.663 vagas, colocando o Estado em 3º lugar no Nordeste e 9º no Brasil no saldo de empregos por 1.000 empregados, com 13,52 vagas.

Ainda de acordo com a análise do Sebrae, considerando-se o saldo acumulado do primeiro semestre de 2022, as MPE foram responsáveis por 961,9 mil vagas de emprego (72,1% do total) geradas no Brasil, enquanto as médias e grandes empresas responderam por pouco mais de 279,8 mil (21%). No Piauí, no mesmo período, o saldo de empregos nos pequenos negócios foi de 8.540 novos postos contra 647 das médias e grandes empresas.

O diretor superintendente do Sebrae no Piauí, Mário Lacerda

“A cada análise do Caged fica mais evidente a importância dos pequenos negócios para a economia do Piauí e do Brasil. Há mais de um ano, as MPE vêm liderando a geração de empregos no nosso Estado, puxando para si a responsabilidade da retomada econômica. E nesse cenário, o papel do Sebrae de promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios se torna ainda mais relevante”, frisa o diretor superintendente do Sebrae no Piauí, Mário Lacerda.

Para o presidente do Sebrae Nacional, Carlos Melles, os números da análise confirmam que as pequenas empresas têm melhores condições para responder aos desafios da criação de empregos no país. “Apesar da alta da inflação, que atingiu em cheio os pequenos negócios, os empreendedores conseguiram manter a geração de empregos, com um primeiro semestre extremamente positivo. Acreditamos que a nova fase do Pronampe, iniciada no final de julho, deve contribuir ainda mais para a melhoria desse cenário, permitindo que as micro e pequenas respirem um pouco melhor e façam os investimentos necessários para aumentar a produtividade”, avalia Melles.

Na geração de empregos por setor no mês de junho, os Serviços lideraram o ranking nacional com 78,2 mil novos postos de trabalho gerados, seguido do Comércio (41,3 mil), Construção (29,1 mil), Indústria de Transformação (23,8 mil) Agropecuária (2,3 mil) e Extrativa Mineral (749). A liderança do setor de Serviços se repetiu no Piauí, com 954 vagas geradas. No Comércio foram 566 postos, seguido da Agropecuária (234), Construção (177), Indústria de Transformação (144) e Extrativa Mineral (38).

Serviço:
Unidade de Marketing e Comunicação do Sebrae no Piauí: (86) 3216-1356
Agência Sebrae de Notícias Piauí: (86) 3216-1325
Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800
WhatsApp: 0800 570 0800
www.twitter.com/pi_sebrae
www.facebook.com/sebraepiaui
www.instagram.com/sebraepi/

Compartilhe
Ficou com alguma dúvida ou tem sugestões? Entre em contato pelo [email protected] ou fale com a ASN em cada UF

Notícias relacionadas